E.E. Prof. Geraldo Martins dos Santos – Paraibuna/SP

Título:  Patrulha da Prevenção contra as mudanças climáticas.
Objetivos:  Conscientizar os alunos envolvidos, para a compreensão do aquecimento global e das mudanças climáticas através da mediação do livro educativo; Envolver e apresentar aos alunos o tema do aquecimento global, em conjunto com as disciplinas e áreas do conhecimento das Ciências Naturais e Ciências Humanas; Incentivar os alunos na busca pelo conhecimento científico, relacionado com a sustentabilidade no cotidiano, dessa forma os alunos podem colocar em prática na sociedade seu conhecimento para melhorar o planeta; Contribuir a partir do roteiro do livro no debate das causas e efeitos das mudanças climáticas em âmbito escolar, para contemplar a prática da educação ambiental desde o ensino fundamental, entre as escolas públicas e particulares envolvidas; Desenvolver o aprendizado científico entre os alunos e, dessa forma, sustentar as práticas científicas e ambientais, buscando ampliar em sociedade os debates sobre o tema; Apresentar para o público envolvido a partir da realização das atividades formas de utilizar e debater o tema proposto de forma lúdica e ampliado, desenvolvendo a interdisciplinaridade também com a área do conhecimento matemático, junto com o processo cognitivo através do raciocínio lógico e dedutivo; Realizar atividade, que proponha uma continuidade do projeto, sendo esta o plantio de uma árvore, dessa forma, visamos que em grupos, os alunos possam desenvolver a restauração ecológica e o aprendizado em sustentabilidade e educação ambiental em suas escolas; Unir os alunos na proposta de atividade em grupo, para que eles possam gerir e planejar o cuidado com suas sementes; Replicar entre os alunos a busca em compartilhar com seus familiares e, dessa forma, ampliar o conhecimento sobre o tema em âmbito social, entre a comunidade escolar.
Público envolvido:  O projeto foi desenvolvido em duas etapas de desenvolvimento, sendo a primeira a criação de um livro, que foi desenvolvido para crianças entre 9 a 11 anos, sendo estudantes do Ensino Fundamental anos iniciais, contabilizando um total de 36 alunos envolvidos. Já a segunda etapa das atividades é um concurso de redação e desenho sobre os temas sustentabilidade no dia-a-dia e preservação ambiental no mundo globalizado, respectivamente foi realizada entre alunos do Ensino Fundamental anos finais e Ensino Médio, contando com público envolvido de cerca de 200 estudantes da rede pública e particular de ensino.
Atividades realizadas:  Os alunos da 2°Série do Ensino Público da Escola Estadual Professor Geraldo Martins dos Santos, da cidade de Paraibuna após a mediação da professora de geografia, Milene Soares Barbosa, propuseram a elaboração de um projeto ligado à educação ambiental, com a criação de um livro e outras atividades para serem aplicadas entre os alunos das escolas envolvidas, com o tema proposto pela campanha #AprenderParaPrevenir 2019 do Cemaden Educação, “Reduzindo o risco de desastres: ações educativas em tempos de  mudanças climáticas”. O desenvolvimento do livro educativo sobre os temas do aquecimento global e mudanças climáticas deu-se para contribuir e apresentar entre o público envolvido o debate sobre o tema, o qual é de grande relevância global atualmente, e que está ligado ao conteúdo de Educação Ambiental, a qual é necessária em âmbito escolar como estrutura dos debates ambientais, sustentabilidade e discussões sobre o aquecimento global. A Educação Ambiental é de¦nida como “os processos por meio dos quais o indivíduo e a coletividade constroem valores sociais, conhecimentos, habilidades, atitudes e competências voltadas para a conservação do meio ambiente, bem de uso comum do povo, essencial à sadia qualidade de vida e sua sustentabilidade”, segundo a Política Nacional de Educação ambiental, sendo esta capaz de transformar as atitudes dos alunos colocando-os a disposição no enfrentamento dos principais problemas ambientais e climáticos no futuro, além disso, “A educação ambiental para a sustentabilidade deve permitir que a educação se convertesse em uma experiência vital, alegre, lúdica, atrativa, criadora de sentidos e significados, que estimule a criatividade e permita redirecionar a energia e a rebeldia da juventude para execução de projetos de atividades com a construção de uma sociedade mais justa, mais tolerante, mais equitativa, mais solidária democrática e mais participativa e na qual seja possível a vida com qualidade e dignidade.” (Cúpula das Américas, 1998), dessa forma, a história ligada ao livro traz de forma objetiva, lúdica e de fácil assimilação e compreensão dos alunos envolvidos, tornando-se uma ferramenta aliada não só as práticas ambientais, mas também ao desenvolvimento da leitura e raciocínio lógico, no que se refere às atividades propostas no livro, além disso, o debate gerado não será restrito as escolas aplicadas tendo ampliação social, ou seja, será relevante para outras práticas futuras, desenvolvendo, sobretudo uma consciência ética entre os alunos e o planeta, sendo esse também um dos grandes propósitos da Educação Ambiental atualmente. A aplicação do projeto contou com o despertar da curiosidade e interesse dos alunos envolvidos, e dessa forma, estes alunos despertaram para o conhecimento científico e para as práticas de sustentabilidade, vemos então a implicação do mesmo na construção das opiniões críticas dos alunos, e as suas ações diante do confronto com o tema, ou seja, os alunos buscam refletir e desenvolver em si essas práticas e o conhecimento científico ligado às mudanças climáticas, de tal modo que o aluno apropria-se do aprendizado para replicar em sua comunidade e entre seus colegas, colocando assim em prova a necessidade de implementar projetos como esse, em que não esquecemos o nosso real compromisso em frente do desenvolvimento da ciência, e sobretudo de nosso papel diante  das mudanças climáticas em nosso planeta. Para a realização do projeto em função do publico envolvido buscamos desenvolver certas estratégias para a sua realização, dentre os quais se destacam: O roteiro do livro, no qual optamos em desenvolver um texto claro e objetivo, de fácil compreensão e assimilação, em busca de uma leitura dinâmica e que apresentassem de forma concisa os temas, de modo a abranger o conteúdo em uma narrativa que interagisse com os alunos envolvidos, trazendo-os para a historia e colocando-os como os próprios personagens, no qual cada um desenvolvesse o seu papel para solucionar e realizar opiniões críticas sobre o fato apresentado pelo tema inicial, o aquecimento global e as mudanças climáticas no planeta, dessa forma, criamos uma história que ocorre dentro de uma escola, contemplando entre os personagens várias características para que cada aluno pudesse se identificar e observar tal diversidade e respeito entre as mesmas, buscando também utilizar de uma linguagem simples e comunicativa, em relação às atividades propomos ainda mais a busca por essa estratégia, para que todos os alunos pudessem participar da resolução dos problemas propostos. Outro ponto a destacar é o projeto gráfico, o qual criou todos os personagens e o cenário e os transformou em parte necessária do roteiro, a diversidade já dita dos personagens tornou-os mais próximos de cada estudante, todos os elementos gráficos estabeleceram-se como complemento do roteiro com papel importante na dinâmica textual, as expressões dos personagens e a introdução de cada um em suas respectivas falas deram ao projeto sua singularidade. Na aplicação das atividades ligadas ao livro, como o plantio de uma árvore nativa, buscou-se separar os alunos em grupos, para que ao trabalhar em equipe pudessem cuidar e planejar o desenvolvimento da semente distribuída, os alunos envolvidos foram auxiliados na preparação do local de plantio e na primeira rega de sua semente, dessa forma, puderam estabelecer um vínculo com o projeto e reconhecer a importância do trabalho em equipe e das práticas ambientais envolvidas. Ao ser debatido a aplicação de outras atividades entre mais alunos, escolhemos produzir um concurso de produção de uma redação ou um desenho com os temas Sustentabilidade no dia-a-dia e Preservação Ambiental no Mundo Globalizado, nos Ensino Fundamental anos finais e Ensino Médio respectivamente, no qual tivemos a ideia de coletar os conhecimentos de modo geral dos alunos, e dessa forma estabelecer outras estratégias posteriormente, além disso, buscamos propor uma gincana de perguntas e respostas sobre desastres naturais, utilizando de nossa primeira ação desenvolvida no ano anterior. E com essas estratégias elaboramos e aplicamos o projeto.
Resultados:  Com a aplicação do projeto buscamos o pleno envolvimento e participação dos envolvidos, de modo que exponham sua curiosidade e interação com o tema proposto, e que estejam atentos às praticas desenvolvidas. Após a aplicação em salas de aula entre os alunos envolvidos, pode-se perceber que nossas expectativas foram atingidas de modo a superar, dessa forma, o sucesso de nosso projeto foi substancial para a consolidação total do projeto, e na expansão de nossas metas e objetivos, para o próximo ano letivo. Os alunos tiveram ótima participação e puderam desenvolver de forma clara e compreensiva o tema do projeto em debates posteriores em sala de aula, tendo alguns deles comentado sobre o que foi apresentado pelo projeto de forma objetiva, mostrando que o livro e as atividades desenvolvidas pôde fazê-los repensar sobre a preservação ambiental e a sensibilização para o cuidado com o planeta, sendo este um objeto de conscientização necessário para o desenvolvimento do conhecimento. A participação dos alunos no concurso, e a sua dedicação para a realização de seus trabalhos também é algo que nos direcionou em nosso projeto, o uso da criatividade e expressão dos respectivos temas apresentados superou novamente o que se esperava de modo geral o projeto revelou como práticas da Educação Ambiental, como essa podem transformar uma realidade de modo a torna-la praticável em ambiente escolar, ou seja, os resultados demonstram como a Educação ambiental é possível e necessária e como a mobilização de alunos no processo de criação de um projeto educativo ambiental pode direcionar a educação em nível de aprendizado e de estratégias de ensino.
Outras informações:  Para 2020 a patrulha da prevenção pretende ampliar as ações, com a implementação de ações educativas em 5 escolas do município de Paraibuna.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

18 − dezessete =