Informações gerais sobre o Programa Cemaden Educação

11/05/2021 14:58:35

Tags:


Créditos:Claudiney Camargo

O Programa Cemaden Educação, implantado em 2014 pelo Cemaden/MCTI, promove a formação de uma rede de escolas e comunidades na prevenção de riscos de desastres.

Objetivo: contribuir para a geração de uma cultura da percepção de riscos de desastres, no amplo contexto da educação ambiental e da construção de sociedades sustentáveis e resilientes.

A ideia é que cada escola participante se torne um “Cemaden micro local”, espaço de pesquisar, compartilhar conhecimentos, entender e emitir alertas de risco de desastres. Além de fazer a gestão participativa de intervenções para RRD com suas comunidades a partir da ciência cidadã e iniciação científica.

A utilização de tecnologias de informação e comunicação se dá em três eixos:

EIXO 1 - Ciência cidadã  - realização de pesquisas, coletas de dados locais, análise e disponibilização dos resultados em rede (iniciação científica). A partir do conceito de Ciência Cidadã, o envolvimento de voluntários em Ciência o projeto traz práticas interdisciplinares com as quais as escolas pesquisam sua realidade.

Utilizam-se metodologias das ciências naturais, sociais e humanas para propor atividades de pesquisa em três níveis de complexidade, trabalhando não somente com “medir e pesar”, como também observar, mapear, cartografar e narrar como os acontecimentos tecem valores, saberes e fazeres para uma cultura de proteção da vida.

Neste escopo, visa-se: (i) atuar considerando novos papéis sociais da escola, de professores e de estudantes; (ii) possibilitar aos jovens que observem, pesquisem, conheçam e compartilhem informações sobre o seu território abre oportunidades ímpares de vivenciá-lo e transformá-lo em favor das comunidades das quais fazem parte; (iii) acessar formas de pensamento complexas a partir de centros de interesse, da aprendizagem colaborativa e da autonomia.

Assim, a chamada aprendizagem significativa se torna fundamental para o processo de construção da ciência na escola.

A busca de conhecimentos se estrutura em torno de questões: O que são desastres socioambientais? O que são as mudanças climáticas? Como viabilizar sociedades sustentáveis em suas múltiplas dimensões desenvolvendo formas inovadoras de viver no nosso planeta? As perguntas são aplicadas à solução de problemas práticos da realidade social ou ambiental: Como reduzir a vulnerabilidade aos riscos de desastres? Como impedir a erosão em loteamentos? Como mudar práticas insustentáveis? Como tornar a comunidade mais resiliente?

EIXO 2 – Compartilhamento de dados - por meio de um sistema colaborativo (crowdsourcing) com as escolas participantes do projeto compartilham os dados levantados em campo via site do Cemaden Educação e para o aplicativo de celular - APP Cemaden (em fase de teste). Os estudantes são interlocutores e produtores de conhecimentos voltados para a proteção das comunidades.

EIXO 3 - Com-VidAção- Comissão de Prevenção de Desastres e Proteção da Vida Formação de um núcleo, envolvendo escola, comunidade, Defesa Civil entre outros atores para a gestão participativa de riscos e de intervenções preventivas e transformadoras na comunidade. A Com-VidAção é um espaço para realizar as ações de mitigação e preparação para os desastres a partir das descobertas das pesquisas, do monitoramento e dos fatores de vulnerabilidade e riscos.

Um exemplo vivo de um Cemaden micro local

Aconteceu na Escola Estadual Paulo Virgínio, em Cunha/SP, município que foi cenário de fortes enchentes e escorregamentos durante os desastres na região do Vale do Paraíba do Sul, em 2010. Durante dois anos letivos (2016 e 2017), o corpo docente orientado pela coordenação pedagógica, envolveu mais de 900 alunos e alunas das 17 classes do ensino médio, em grupos de pesquisas, a partir de atividades elaboradas pelo Cemaden Educação e disponíveis no site do programa. A culminância do processo dedicado à temática de riscos de desastres, ocorreu no seminário “Diálogos de Cidadania na Prevenção de Desastres Socioambientais”. No evento os estudantes tiveram a oportunidade de apresentar o resultado de suas pesquisas para Bancas de Professores, formadas pelas disciplinas próximas das atividades e para especialistas externos. A escola convidou pesquisadores do Cemaden e da UFABC e promoveu um diálogo de saberes entre cientistas, alunos-pesquisadores (iniciantes) e a comunidade escolar sobre os sistemas de monitoramento e alertas de desastres e os riscos e a vulnerabilidade local.

Mais informações pelo email do Programa: educacao@cemaden.gov.br ou em nossas redes sociais no Facebook, Instagran e Twitter.