Centro Universitário Augusto Motta – Escola Municipal República do Peru

Título:  MENINAS E MULHERES NA RRD: Ciência, tecnologia e educação para a redução de riscos de desastres socionaturais.
Objetivos:  OBJETIVO GERAL – O objetivo geral deste projeto é capacitar meninas e  professores no uso de recursos tecnológicos inovadores para a compreensão de conceitos relacionados à redução de riscos de desastres, despertando o interesse para o campo das engenharias e produzindo recursos educacionais e de divulgação científica sobre a temática abordada. OBJETIVOS ESPECÍFICOS –  Capacitar professores(as) das escolas participantes na utilização de recursos tecnológicos (protótipos de engenharia, softwares, recursos multimídia e aplicativos) visando a divulgação científica com enfoque na educação para a redução de riscos de desastres (ERRD); –Capacitar as professoras e as meninas a montar protótipos e utilizar recursos educacionais para a realização de projetos com enfoque na ERRD; – Criar uma série de vídeos, um site e um canal no youtube para divulgação dos produtos do projeto; – Criar e divulgar um caderno educativo com recursos educacionais voltadas para a temática de RRD, apresentando protótipos e recursos tecnológicos de baixo custo para a propagação de ações em outros ambientes de educação formal e informal; – Criar em cada escola participante um Núcleo Escolar de Ensino e Pesquisas sobre Desastres – NEEPED chancelado pela Subsecretaria de Proteção e Defesa Civil da Cidade do Rio de Janeiro (Subpdec);
Público envolvido:  O projeto envolve 5 (cinco) escolas municipais inseridas na área de atuação da 3ª CRE que atendem meninas das séries finais do ensino fundamental residentes em bairros e comunidades cariocas expostos a riscos de desastres geo-hidrológicos (enchentes, alagamentos e/ou deslizamentos). Participam do projeto 23 meninas e mulheres que foram contempladas com bolsas do CNPq, sendo: 3 estudantes de engenharia civil na Unisuam (bolsas de iniciação científica), 5 professoras da rede municipal sendo 1 de cada escola participante (bolsa de extensão ATP-A) , e 15 alunas do ensino fundamental da rede municipal (bolsa de iniciação científica júnior), sendo 3 de cada escola participante. Assim, o projeto impacta diretamente pelo menos 23 famílias distribuídas em comunidades no entorno das escolas participantes.
Atividades realizadas: 

SITE E REDES SOCIAIS
Nossas atividades e produtos são divulgados e disponibilizados no site do projeto e nas
redes sociais:
Site: https://meninasemulheresrrd.wixsite.com/site
Facebook: https://www.facebook.com/meninasemulheresnaRRD
Instagram: https://www.instagram.com/meninasemulheresnarrd/
ESCOLAS PARTICIPANTES:
Escola Municipal República do Peru
Escola Municipal Acre
Escola Municipal Benevenuta Ribeiro
Escola Municipal Bento Ribeiro
Escola Municipal Rio Grande do Sul
DENTRO DA ESCOLA
Nas escolas são realizadas oficinas de capacitação em RRD mediadas pela equipe do projeto usando recursos tecnológicos como canetas 3D, realidade aumentada, histórias em quadrinho digitais, robótica e eletrônica básica. Durante essas oficinas, as alunas e professoras aplicam os recursos tecnológicos criando novos protótipos, projetos, HQs e recursos educacionais que depois são disponibilizados no site do projeto com sugestões para educadores aplicarem na educação formal e na informal. Além das oficinas de capacitação e criação de recursos educacionais, as metas do projeto para o ano de 2020 contemplam: – Criar em cada escola participante um Núcleo Escolar de Ensino e Pesquisas sobre Desastres – NEEPED chancelado pela Subsecretaria de Proteção e Defesa Civil da Cidade do Rio de Janeiro (Subpdec); – Criar uma série de vídeos, um blog e um canal no youtube para divulgação dos produtos do projeto; – Criar um caderno educativo com recursos educacionais voltadas para a temática de RRD, apresentando protótipos e recursos tecnológicos de baixo custo para a propagação de ações em outros ambientes de educação formal e informal.
FORA DA ESCOLA
Promovemos oficinas interativas com nossos recursos educacionais que mostram de forma simples como os riscos de desastres podem ser reduzidos ou intensificados em função de medidas estruturais ou não estruturais promovidas pela população e pelo poder público.
 Criamos vídeos, histórias em quadrinhos e recursos educacionais para a divulgação científica sobre RRD e os disponibilizamos para toda a comunidade gratuitamente em nosso site e redes sociais.
Resultados:  Colaboração da coordenadora no Curso de Riscos Hidrológicos da Defesa Civil de Maricá – RJ; Colaboração na Organização do I Seminário Técnico-científico de RRD da Cidade do Rio de Janeiro – I SETEC RRD Rio, promovido pela Defesa Civil Rio; Realização de o¦cinas interativas em mais de cinco eventos abertos à comunidade; Realização de o¦cina de Quadrinhos Digitais na 1ª Feira Tecnológica da 6ª CRE; Protótipo de Alerta de Cheias (https://youtu.be/pz47F0pxfo4): Criação de um protótipo de Alerta de Cheias com eletrônica básica e materiais de baixo custo, demonstrado neste vídeo e apresentado em o¦cinas interativas e na 2ª Conferência Brasileira de Aprendizagem Criativa estimulando educadores e crianças a colocarem a mão na massa para pensar em soluções para os riscos de desastres nas cidades. Oficinas de capacitação junto às escolas participantes. Criação do APP Rio 3D AR (https://youtu.be/g9V8uPd1x40): Criação de um aplicativo de realidade aumentada que possibilita a visualização dos modelos 3D dos maciços cariocas a partir de cartões com mapas do entorno destes maciços.
Outras informações: 

PARCERIAS
Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico – CNPq (http://www.cnpq.br/): O projeto é financiado pelo CNPq no âmbito da chamada CNPq/MCTIC nº 31/2018 – Meninas nas ciências exatas, engenharias e computação; Subsecretaria de Proteção e Defesa Civil da Cidade do Rio de Janeiro – Subpdec (http://www.rio.rj.gov.br/web/defesacivil): A Subpdec é nossa parceira na capacitação das bolsistas participantes e tem oportunizado que as estudantes de engenharia civil participem de cursos e oficinas de capacitação como por exemplo o curso de riscos estruturais ofertado em 2019; Espaço Ciência Viva (http://cienciaviva.org.br/): O ECV é o primeiro museu participativo de Ciências do Brasil e realiza mensalmente o Sábado da Ciência. Em 2019 nosso projeto mediou oficina em um desses eventos, e para 2020 estamos colaborando no planejamento de um sábado da ciência dedicado à temática de riscos e desastres; Fundição Progresso (https://www.fundicaoprogresso.com.br/): Tendo implementado o
primeiro Jardim de Chuva da Cidade do Rio de Janeiro, a Fundição tem aberto seu espaço para a realização de atividades educativas e de pesquisa sobre soluções baseadas na natureza como alternativa para reduzir riscos de inundação; Projeto ‘Que chuva é essa?’ (https://quechuvaeessa.wixsite.com/home): Coordenado também pela coordenadora do nosso projeto ele colabora na concepção de recursos didáticos para divulgação científica e no desenvolvimento de recursos para monitoramento ambiental e avaliação de soluções baseadas na natureza; ONU Habitat Brasil: Buscaremos obter chancela da Onu Habitat ao nosso projeto.
CONTINUIDADE EM 2020 Em 2020, continuaremos realizando as atividades previstas pelo projeto, envolvendo sobretudo: Mediação das nossas oficinas para eventos acadêmicos e de divulgação científica em espaço educativos (escolas e universidades) e em espaços culturais (museus e casas de cultura). Produção e disponibilização gratuita de mais recursos educativos e roteiros para estimular e orientar educadores que desejem trabalhar a temática de RRD de forma interativa.

Escolas participantes:  1)Escola Municipal República do Peru; 2)Escola Municipal Acre;  3)Escola Municipal Benevenuta Ribeiro; 4)Escola Municipal Bento Ribeiro; 5 Escola Municipal Rio Grande do Sul .

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

15 − catorze =